CENTRO DE ACOLHIDA PREFERENCIALMENTE PARA MULHERES IMIGRANTES

CAEMI_PALOTINAS

 

 

 

    Em 2006, por meio de sua Mantenedora - Associação Palotina deu início ao atendimento às mulheres Imigrantes egressas do sistema prisional e refugiadas. O Projeto, conhecido como - "Casa de Acolhida", buscou e busca ser uma referência efetiva na acolhida fraterna e humana entre as conviventes.

 

           Os grupos em questão ao chegarem no Brasil são acolhidos na casa a qual oferece moradia  pelo período de 12 meses, com funcionamento de 24 horas ininterruptas.

 

​     Nesse período foram acolhidas mais de 95 nacionalidades,  entre mulheres e crianças com suas diversas demandas,  as quais são atendidas pela equipe profissional e ou encaminhadas para o atendimento na rede pública, até serem encaminhadas para o seu país de origem ou terem condições para estabelecer sua própria moradia no Brasil, conforme legislação vigente sobre a Imigração.

 

​     Os desafios a serem enfrentados para promover a autonomia das mulheres e de seus filhos são diversos, entre esses, destaca-se o acesso à atividade remunerada, a inclusão das crianças em creches e escolas, para que as mães possam realizar cursos de qualificação profissional, entre outros.

 

​     Embora exista um discurso falacioso, o qual apresenta o Brasil como sendo um país acolhedor e aberto à diversidade, na prática não é o que essas pessoas enfrentam, ao contrário, vivenciam o preconceito, a discriminação, a ausência de documentação pessoal devido à morosidade e burocratização dos órgãos públicos, o acesso ao  trabalho precarizado, entre outros obstáculos a serem enfrentados.

 

​   Para superar tais desafios, a Associação Palotina tem empenhado esforços e investe em profissionais qualificados para garantir um atendimento de qualidade, contudo, faz-se  necessário ampliar e aumentar os investimentos, por isso, a Associação busca cada vez mais diversificar a sua Rede Social de parceiros.

 

​   Com esse objetivo e conhecendo a necessidade desse público, buscou-se parceiros que pudessem financeiramente contribuir para a ampliação, fato que ocorreu em junho de 2015, quando se efetivou junto a SMADS uma parceria com vistas ao atendimento de um número maior de imigrantes, contudo, sem perder de vista seu ponto de partida:  ACOLHER - EDUCAR - FORMAR para uma sociedade mais justa humana e fraterna.

                                                                                     

             Direção.

                                                                                          Associação Palotina.

Paloti.jpg

São Vicente Pallotti

 

       Vicente Pallotti nasceu em Roma, em 21 de abril de 1795. Foi o terceiro de 10 filhos de Pedro Paulo Pallotti e Maria Madalen de Rossi.

 

      Em 16 de maio de 1818, foi  ordenado sacerdote diocesano, com 23 anos de idade.   Ao meditar no Ministério do Cenáculo de Pentecostes, Deus lhe inspirou a chamar todos os cristãos a serem apóstolos.

 

      Em 04 de abril de 1835, fundou a União do Apostolado Católico (UAC) - Padres, Irmãs, Irmãos e Leigos.

      Morreu com 54 anos na noite do dia 22 de janeiro de 1850.

 

      Pio XII o bestificou em 22 de janeiro de 1950, 100 anos a´pós sua morte.   Beato João XXIII o canonizou em 20 de janeiro de 1963, durante o Concílio Vaticano II.   São Vicente Pallotti foi o Santo do Apostolado Católico que, inflamado de amor a Jesus Cristo, o Apóstolo do Pai, a  Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos, deu  a vida trabalhando  pelo  povo de Deus. ( IMAgem Vicente Palotti)